Como consultar IPVA 2021 atrasado e pagar

Saber consultar IPVA é essencial para os donos de veículos que desejam manter a documentação em dia. E se você ainda não pagou esse tributo, saiba que é possível fazer o pagamento dos atrasados.

consultar ipva

Nesse post vamos mostrar como você pode fazer esse tipo de consulta e colocar as suas pendências em dia.

Então não deixe de ler até o final!

  • O que é IPVA?
  • Como consultar IPVA?
  • Passo a passo para Pagar IPVA atrasado
  • O que acontece se você não pagar o IPVA?
  • Como pagar o IPVA com crédito na nota?
  • Dúvidas frequentes sobre o pagamento do IPVA

 

O que é IPVA?

O IPVA, Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores, é um tributo destinado a donos de veículos. Ele precisa ser pago anualmente para que você possa rodar legalmente nas vias brasileiras.

O valor desse tributo varia conforme o valor do veículo. De modo geral, alíquota é de 4% sobre o valor de venda do automóvel. Nesse caso, o valor é atrelado a Tabela FIPE.

Dependendo do Estado você pode pagar o imposto a vista ou parcelado.

Como consultar IPVA 2021?

O passo a passo para consultar IPVA muda de acordo com o Estado onde o seu veículo é registrado. Ou seja, a primeira coisa que você precisa fazer é pesquisar pelo site da Secretaria da Fazenda ou Detran do seu Estado.

Abaixo nós vamos mostrar o passo a passo para consulta em São Paulo, mas de modo geral os passos são muito parecidos para todas as unidades federais.

  1. Primeiramente, acesse o site da Secretaria da Fazenda;
  2. Em seguida, clique em consultar débitos;
  3. Agora digite o número do seu Renavam e a placa do veículo
  4. Depois, faça a verificação de segurança clicando em Não Sou um Robô;
  5. Em seguida, clique em Consultar.

Logo em seguida uma nova janela será gerada onde você pode conferir a situação do seu IPVA, como, por exemplo, valores atrasados ou até mesmo se o seu veículo é isento.

Passo a passo para Pagar IPVA atrasado

Você pode pagar o IPVA de maneira muito fácil pela internet. Para isso, basta seguir o passo a passo abaixo:

  1. Primeiramente acessa o site Detran da Secretaria da Fazenda do estado onde o seu veículo está registrado;
  2. Em seguida, informe o RENAVAM e a placa do veículo;
  3. Agora, selecione o período que deseja pagar;
  4. Depois clique em emitir para Regularização de Débitos (GRD).
  5. Em seguida, escolha uma forma de pagamento. Você deve escolher entre o valor integral ou parcelamento (você deve consultar a disponibilidade de parcelamento no seu Estado).
  6. Agora você deve imprimir a GRD e pagar os valores em uma casa lotérica, débito em um banco,  ou posto de atendimento da Secretaria da Fazenda.

Importante, ao emitir a guia de pagamento já são calculados os valores de impostos e encargos. Mas, dependendo do tamanho da dívida você deverá comparecer em um dos postos do Detran para regularizar sua situação.

Além disso, caso você emita a guia e não faça o pagamento dentro do prazo estabelecido, novos encargos serão adicionados.

O que acontece se você não pagar o IPVA 2021?

Se você não pagar esse tributo e deixá-lo atrasado, a primeira medida dos órgãos reguladores é enviar uma notificação para o dono do veículo. Caso não haja regularização, você receberá uma multa que poderá chegar a 20% do valor total da dívida.

Além disso, se por ventura o seu veículo for apreendido, você deverá regularizar todos os valores para só então retirar o automóvel do pátio do Detran.

Calendário IPVA 2021

Vários Estados já divulgaram o calendário de pagamento do IPVA 2021. E abaixo nós separamos as principais informações que você precisa saber sobre o assunto. Confira!

Você pode conferir o calendário IPVA 2021 diretamente no site da Secretaria da Fazenda do seu Estado. Nesses portais você verificará  tanto o prazo limite para pagamento, como a possibilidade de parcelamento.

Não deixe de conferir abaixo os links os sites das Secretarias da Fazenda de cada Estado.

Importante ressaltar que o prazo de pagamento pode variar tanto com o tipo de alíquota escolhida pelo dono do veículo, como também pela numeração da placa.

Como pagar o IPVA com crédito na nota?

Vários Estados brasileiros possuem o programa de CPF na nota que visam reduzir a sonegação de impostos. E o que muita gente não sabe é que os créditos acumulados através desse tipo de programa podem ser usados para pagar o IPVA.

Como cada unidade federal possui um programa diferente, o passo a passo e o prazo para essa utilização pode variar. Mas abaixo vamos mostrar os passos de alguns dos principais programas. Confira!

Passo a passo para pagar o IPVA com o nota Paraná

  1. Primeiramente acesse o site do programa ou baixe o aplicativo em seu smartphone;
  2. Em seguida, faça o seu login informando o número do CPF e senha;
  3. Agora, vá até a aba Minha Conta Corrente;
  4. Depois selecione a opção Transferir crédito para pagamento de IPVA;
  5. Realize a transferência.

Usar a nota paulista para pagar o IPVA

  1. Acesse o site da nota paulista e faça o seu login;
  2. Escolha entre o pagamento integral ou parcial do imposto;
  3. Finalize a transferência.

Caso o valor transferido seja superior ao valor do IPVA o dinheiro será restituído ao cidadão diretamente pela conta da nota paulista.

Pagar IPVA com Nota Legal válido em todo território brasileiro

  1. Primeiramente acesse o site do Nota Legal e clique em “Cadastre-se”;
  2. Preencha os dados do formulário que irá aparecer na tela;
  3. Informe os dados que aparecem na imagem de segurança e clique em “Confirmar”;
  4. Vá até a sua caixa de e-mail e faça a confirmação do cadastro;
  5. Na janela “Desbloqueio de Serviço” informe os caracteres da imagem de segurança e clique em Continuar;
  6. Agora você deverá acessar o endereço www.notalegal. (a sigla do seu estado) .gov.br. Por exemplo, se você for de São Paulo o endereço será www.notalegal.sp.gov.br já se você for do Rio de Janeiro ele será www.notalegal.rj.gov.br;
  7. Clique na opção Acesso ou Cadastro;
  8. Em seguida clique na opção Saldo de Conta Corrente e depois em Utilizar;
  9. Agora selecione o Imposto que você deseja pagar com os créditos. Nesse caso é o IPVA;
  10. Informe o número do Renavam do seu veículo;
  11. Digite os caracteres da imagem de segurança;
  12. Clique em Utilizar créditos e aguarde a confirmação.

 

Importante, em todos os programas de CPF na nota que geram créditos é necessário que o usuário também seja o titular da documentação do veículo que terá o IPVA pago.

 

Dúvidas frequentes sobre o pagamento do IPVA

Muitas pessoas ficam em dúvidas sobre esse tributo. E para ajudar nós vamos responder algumas das mais comuns. Confira!

Tenho desconto se pagar a vista?

Sim,  você tem desconto no tributo se pagá-lo a vista. A porcentagem varia conforme o Estado, mas em média é de 5% a 20%.

Posso parcelar o pagamento do IPVA?

Sim, você pode parcelar o pagamento do seu IPVA. Para isso você deve consultar o site da Secretária da Fazenda do seu Estado e em seguida selecionar a quantidade de parcelas.

Quando devo pagar o IPVA?

A data de pagamento do IPVA varia conforme o Estado, mas geralmente se inicia no mês de dezembro. Além disso, é importante lembrar que existem diferentes datas de vencimento conforme a data de pagamento escolhida.

Geralmente quem prefere pagar em cota única precisa fazer o pagamento já em dezembro ou no início do ano.

O que acontece se eu não pagar o IPVA?

Se você não pagar o tributo em dia, ficará com o veículo irregular nas ruas. Além disso, você poderá sofrer multas e penalidades, incluindo a apreensão do veículo.

Posso ser isento do IPVA?

Sim, existem vários casos onde você pode se isentar do pagamento do encargo. Em alguns Estados, por exemplo, você não paga o tributo se o seu veículo tiver mais de 10 anos.

Além disso, em várias unidades federais você não precisa pagar o IPVA se tiver doenças graves como o câncer.

É possível utilizar os créditos do CPF na nota para pagar o IPVA?

Sim, existem vários estados onde você pode utilizar os créditos acumulados do CPF na nota para pagar o IPVA. Contudo, o ideal é sempre verificar na Secretaria da Fazenda da sua unidade federal.

Além disso, é importante ressaltar que na grande maioria dos casos você só pode fazer esse tipo de transferência para veículos que estão em seu nome.

Eu posso transferir o veículo se ele estiver com o IPVA atrasado?

Não, você não pode fazer a transferência do automóvel enquanto tiver débitos pendentes. Além disso, você também não poderá renovar o licenciamento.

Para vender ou transferir o seu automóvel, você deve primeiramente quitar todos os débitos em questão. Somente então será possível fazer a documentação e transferência.

O novo comprador também poderá fazer o pagamento das dívidas para que a transferência possa ser feita.

Eu posso ter meu nome inscrito na dívida ativa pelo atraso do IPVA?

Sim, após o vencimento do prazo, incluindo o tempo máximo para quitação com multa, você terá o seu nome inscrito na dívida ativa.

Uma vez lá as multas poderão subir para 40%. Além disso, você poderá ter que pagar despesas judiciais e advocatícias.

Nesse caso, você deverá consultar IPVA na PGE – Procuradoria Geral do Estado, e tentar uma negociação.

Carros elétricos e híbridos têm desconto nesse imposto?

Em alguns estados você pode sim ter desconto no IPVA caso o seu veículo seja elétrico ou híbrido. Em São Paulo, por exemplo, você pode pagar apenas 50% do valor do tributo.

Além disso, você também terá isenção do rodízio municipal.

O ideal é que você verifique no seu Estado se existe esses descontos e isenções.

Meu carro antigo é isento de IPVA?

Sim, seu carro antigo pode ser isento.

Se o seu veículo tiver mais de 15 anos de fabricação você fica isento nos seguintes Estados: Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Piauí, Rio de Janeiro, Rondônia, Sergipe e Tocantins.

Agora, nos Estados de São Paulo, Alagoas, Paraná e Rio Grande do Sul você só consegue isenção quando o seu veículo completar 20 anos de fabricação.

Moto paga menos do que carro?

Sim, se você tem uma moto o IPVA vai pagar menos IPVA por conta da alíquota inferior. Contudo, você também precisa levar em conta outros fatores, como o modelo, marca e ano.

Por exemplo, se você tem uma moto do ano, pode ser que pague um IPVA superior a um carro de 10 anos de fabricação.

Eu continuo a receber meu IPVA em casa pelos correios?

Não necessariamente. Se o seu veículo está registrado em um Estado com o sistema digital implementado, você deverá consultar IPVA e emitir a guia de forma online.

Posso pagar o IPVA por débito em conta?

Depende do Estado onde você mora. Em alguns casos é possível fazer o pagamento diretamente via débito em conta. No entanto, você precisa consultar quais são as redes bancárias credenciadas no seu Estado.

Posso registrar meu veículo em outro Estado para pagar menos IPVA?

Não, você não pode registrar o seu veículo em outra unidade federal apenas para pagar menos imposto. Inclusive, essa prática pode ser considerada fraude fiscal e você pode ter que pagar multas e até penalidades judiciais.

Você deve sempre registrar o veículo no Estado correto.

Caso você tenha alguma dúvida sobre consultar IPVA, entre em contato diretamente com o site do Detran do seu Estado. Você também pode ir até um posto de atendimento do Detran, ou comparecer na Secretaria da Fazenda.

O importante é que você mantenha sempre o IPVA em dia. Quando você paga o tributo dentro do prazo, você evita dores de cabeça e maiores gastos.

Fique por dentro dos melhores tutoriais e dicas. Acompanhe nosso portal!

Aproveite e também deixe o seu comentário, dúvida ou sugestão de tema para o portal.

Deixe uma resposta

Fechar Menu