ID Estudantil: o que é, como Funciona, Como Pedir e muito mais!

ID Estudantil: o que é, como Funciona, Como Pedir e muito mais!

O Governo Federal acaba de anunciar o lançamento da ID Estudantil. Esse novo documento digital promete ajudar milhões de estudantes em todo o Brasil a terem direito a meia-entrada em diversas atrações culturais.

IdEstudantil

Por ser uma medida recente, muita gente ainda está em dúvida sobre como ela funciona. Por isso nesse post vamos mostrar:

  • O que é ID Estudantil?
  • Como funciona a ID Estudantil?
  • Como pedir a ID Estudantil?
  • Dúvidas sobre a ID Estudantil
  • Conclusão

Então não deixe de ler até o final!

O que é ID Estudantil?

A ID Estudantil a versão digital da carteira de identificação estudantil. Por meio dela, os estudantes poderão ter acesso a uma série de atividades culturais, pagando apenas meia-entrada, tais como: shows, cinemas, apresentações teatrais e muito mais.

Esse documento será disponibilizado para estudantes de educação básica (fundamental e médio), tecnológica e superior.



 

Como funciona a ID Estudantil?

A ID Estudantil funciona de forma como a física. Ou seja, você precisará apresentar ela ao entrar na atividade cultural. Algumas atividades também podem exigir a apresentação da mesma no ato da compra.

Uma das grandes vantagens dessa versão digital é que ela substitui a física. Isso quer dizer que é possível apresentar apenas o documento digital no app do smartphone.

O aplicativo para consultar a ID Estudantil será disponibilizado de forma gratuita para dispositivos Android e iOS.

Como pedir a ID Estudantil?

A ID Estudantil deverá ser solicitada diretamente no app oficial, que poderá ser encontrado lojas Google Play e App Store. Contudo, por enquanto ele ainda não está no ar”

Na verdade, você só poderá solicitar a emissão daqui três meses. Esse foi o prazo estabelecido pela MP que anunciou o lançamento do recurso e que foi publicada no Diário Oficial da União.

Uma vez que a ID Estudantil tenha sido emitida, todos os dados do estudante poderão ser acessados pelo aplicativo. Dessa forma, é possível evitar fraldes como falsificações.

Contudo, pensando nos alunos que não possuem acesso a internet, ou que não têm smartphones onde o app funciona, o Governo Federal também anunciou que lançará uma versão física da ID Estudantil.

Nesse caso, o estudante precisará ir até uma agência da Caixa Econômica Federal para solicitar o documento. É importante levar tanto documentos de identificação, como, também comprovante escolar!



Dúvidas sobre a ID Estudantil

Por ser uma novidade, muita gente está com dúvidas sobre a ID Estudantil. Por isso vamos responder algumas delas.

Com o lançamento da ID Estudantil a carteirinha física deixará de existir?

Não, a ID Estudantil não vai fazer que a versão física deixe de existir. Na verdade, o objetivo é apenas unificar informações, permitindo assim mais controle sobre quem usa o benefício de meia entrada para estudantes.

A versão digital será disponibilizada via app, contudo, a Caixa Econômica Federal também fará a para emissão gratuita da Carteira de Identificação Estudantil física. A principal diferença é que será adotado um modelo único em todo o território nacional.

Dessa forma não existirão mais diversos modelos que acabam dificultando a verificação. O modelo único apresentará todas as informações exigidas por lei.

Como será feita a emissão da ID Estudantil?

Quem fará a emissão da ID Estudantil será o Ministério da Educação ou a Caixa Econômica Federal (no caso do documento físico). As emissões começarão a ser feitas a partir de 90 dias contando da data de publicação da medida provisória (9 de setembro).

Ela poderá ser emitida de duas formas. A primeira será diretamente pelo app que ainda será disponibilizado pelo MEC, e a segunda será indo em uma agência da Caixa.

Esse prazo para o início das emissões é necessário por conta da unificação de informações do sistema. Isso porque a plataforma da ID Estudantil irá contar com dados de estudantes de todo o país.

Existem diferenças entre a versão digital e a física?

Não, tanto a ID Estudantil digital como a física vão trazer as mesmas informações. A única diferença será o formato.

As duas também serão emitidas de forma gratuita e serão aceitas em todo o território nacional.



A ID Estudantil poderá ser usada em transporte público?

Não, a ID Estudantil não poderá ser usada em transporte público para a obtenção de desconto ou isenção na passagem. Estudantes que desejam consegue esse benefício precisam ir diretamente na prefeitura da cidade onde moram para verificar se esse tipo de iniciativa existe e como fazer para ingressar.

Qual é a validade da ID Estudantil?

A validade da ID Estudantil vai variar conforme o modelo. No caso da carteira física, que será emitida pela Caixa Econômica Federal, a validade será até dia 31 de março do ano subsequente.

Por sua vez, a versão digital será validade por todo o período em que o estudante estiver regularmente matriculado. Mas importante, é necessário que o aluno esteja matriculado em uma das modalidades previstas no Título V da Lei nº 9.394, de 1996. São elas:

  • Ensino infantil;
  • Ensino Fundamental;
  • Ensino Médio;
  • Técnico;
  • Superior;
  • Pós-graduação.

Assim que o aluno for desvinculado da instituição de ensino, a ID Estudantil digital irá perder a validade. Esse é um grande benefício para os estabelecimentos e eventos que oferecem a meia-entrada, pois, assim é possível evitar que o ex-estudante continue a usar o benefício mesmo não estando mais matriculado.

O que é necessário para solicitar a ID Estudantil?

A princípio, para solicitar a ID Estudantil só é necessário que o estudante esteja devidamente matriculado em uma instituição credenciada ao MEC. No entanto, como o app ou serviço da Caixa não estão oficialmente funcionando, é necessário aguardar para verificar que tipo de informação e documento serão solicitados.

Conclusão

A ID Estudantil pode ajudar e muito os estudantes que querem se manter por dentro da cultura. Afinal de contas, ela irá unificar os dados de todos.

Ela também acaba sendo muito vantajosa para quem oferece a meia-entrada. Isso porque, por meio dela é possível evitar fraudes.

Então, não deixe de ficar de olho no lançamento do app do MEC para emitir a sua ID Estudantil.

Deixe uma resposta

Fechar Menu