Nova Proposta quer Permitir Saque Total do FGTS Para Quem Recebe até um Salário Mínimo

Nova Proposta quer Permitir Saque Total do FGTS Para Quem Recebe até um Salário Mínimo

Uma nova medida que foi proposta pelo relator da MP (deputado Hugo Motta PRB-PB) do saque de R$ 500 do fundo de garantia promete ajudar muito os trabalhadores que ganham até um salário mínimo. Isso porque a proposta dele é que esses contribuintes consigam fazer o saque total do FGTS.

fgts

Para o político, essa medida irá ajudar diretamente os brasileiros mais necessitados e poderá impactar diretamente a economia, sem prejudicar as cotas do fundo. Contudo a medida de saque ainda está sendo avaliada.

Quais são as regras do saque FGTS até o momento?

Como o saque total do FGTS ainda é uma proposta que precisa ser avaliada, até o momento o que vale é o saque imediato de R$ 500 e o saque aniversário.

Na primeira alternativa devem ser liberados R$ 505,1 milhões para 1,3 mil trabalhadores. Já na segunda fase, que começa em 2020, serão liberados cerca de R$ 144,3 milhões para 607 mil.




 

Como irá funcionar os saques imediato e aniversário?

O saque imediato, no qual será possível sacar até R$ 500 de contas ativas e inativas, têm início dia 13 de setembro e vai até 30 de abril de 2020. Ele será liberado por lotes conforme o mês de nascimento do contribuinte.

Além disso, a liberação terá início com quem é correntista da Caixa Econômica Federal (CEF. O valor será depositado automaticamente na conta do correntista. Somente depois os demais trabalhadores poderão realizar o saque.

Quem não quiser fazer o saque imediato precisará informar o Banco por meio dos canais divulgados no site da CEF.

A segunda modalidade de saque FGTS é a de aniversário. Nesse caso, o trabalhador poderá sacar uma parte do fundo de garantia, juntamente com uma parcela fixa. Quanto maior for o valor disponível no fundo de garantia, menor será a porcentagem disponível para saque.

Essa segunda fase terá início apenas em 2020, e, caso o trabalhador queira fazer parte dele, precisará informar a Caixa Econômica Federal. Importante! Uma vez aderindo a essa alternativa o contribuinte perde o direito de sacar todo o fundo de garantia caso seja demitido sem justa causa, podendo sacar apenas a multa de 40%.

A liberação irá acontecer da mesma forma que o saque imediato. Ou seja, os lotes serão liberados conforme a data de nascimento dos contribuintes, e quem é correntista da CEF terá prioridade no pagamento.

Ambos os saques poderão ser feitos com cartão de conta corrente da CEF (para quem é correntista) e cartão cidadão nos caixas eletrônicos. Além disso, com esse segundo cartão é possível fazer saques nas casas lotéricas e representantes Caixa Aqui.

Quem não possui nenhum dos dois poderá sacar o dinheiro diretamente no balcão de atendimento, apresentando um documento de identificação com foto.



O que você acha sobre a possibilidade dos trabalhadores que ganham menos de um salário mínimo poderem fazer o saque total do FGTS? Você acha que a medida pode realmente ajudar esses brasileiros e também a economia brasileira? Deixe sua opinião!

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu