Mais de 3 mil Bolsas de Pós-graduação são Desbloqueadas pelo MEC!
Figura 1 - Jean Scheijen

Mais de 3 mil Bolsas de Pós-graduação são Desbloqueadas pelo MEC!

Depois de uma série de cortes e problemas com redução de orçamento, o Ministério da Educação (MEC) acaba de anunciar que irá desbloquear 3.182 bolsas de pós-graduação. A liberação será feita para os cursos com as melhores notas Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Bolsas Mec
Figura 1 – Jean Scheijen

 

Segundo o próprio órgão essa liberação vai custar R$ 22,4 milhões no orçamento 2019. E segundo o CNPq, o dinheiro não está vindo como mágica. Na verdade, várias manobras estão sendo feitas para garantir os recursos.

Liberação das bolsas de pós-graduação vem depois de uma sequência de cortes

Desde o início do ano que o MEC e o Capes estão anunciando o congelamento e até mesmo corte de 11.811 bolsas. Isso se vem acontecendo por conta dos anúncios do Governo Federal de redução no orçamento.



 

Os cortes tiveram início em 9 de maio, quando 3.474 bolsas foram bloqueadas. Já no mês de junho outras 2.724 bolsas, dessa vez de cursos com nota 3, foram bloqueadas. Em 2 de setembro, houve o congelamento de mais 5.613 bolsas.

A liberação das mais de bolsas de pós-graduação acontece logo após o Capes anunciar que iria bloquear mais 5 mil auxílios. Isso porque, a previsão de orçamento para 2020 era da metade do de 2019. Com isso ficaria praticamente impossível manter os bolsistas.

Por conta disso, o MEC anuncia que irá liberar cerca de R$ 600 milhões a mais para o Orçamento da Capes em 2020. Dessa maneira, o orçamento que antes era de R$ 2,45 bilhões irá subir para R$ 3,05 bilhões.

Como fica o Orçamento 2020

O orçamento de 2020 terá um pequeno auxílio, contudo, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, não especificou de onde esse dinheiro virá. Segundo ele, será necessário aguardar a reunião anual de formação de orçamento.

Os cortes das bolsas de pós-graduação por conta de falta de recursos financeiros têm levantado um amplo debate sobre a pesquisa cientifica no Brasil. Especialistas apontam que esse tipo de corte irá prejudicar diretamente vários projetos importantes em andamento. E com isso, o Brasil que antes era referência no setor, passaria a não ter recursos nem mesmo para manter as pesquisas.

Essa falta de recursos também afeta o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), ligado ao Ministério de Ciência e Tecnologia. Para se ter uma ideia da crise financeira pela qual o órgão passa, em julho o edital para concessão de novas bolsas foi suspenso justamente for falta de dinheiro.

Além disso, a entidade ainda estava sem saber como pagar as 79.538 bolsas ativas até o dia 11 de setembro, quando o MEC anunciou os recursos extras.

 

O Ministério teve autorização para usar cerca de R$ 82 milhões do próprio orçamento, para conseguir pagar os valores referentes a setembro. Contudo, ainda não se sabe de onde virão os R$ 330 milhões necessários para pagar as quase 80 mil bolsas até o final do ano.



O que você acha dos cortes das bolsas de pós-graduação? Deixe sua opinião nos comentários.

Deixe uma resposta

Fechar Menu