Cuidado com o golpe do FGTS pelo Whatsapp!

Cuidado com o golpe do FGTS pelo Whatsapp!

Em apenas dois dias o golpe do FGTS pelo Whatsapp atingiu mais de 100 mil brasileiros. Logo depois que o anúncio da liberação das contas ativas e inativas foi feito, muitos golpistas começaram a aproveitar a oportunidade.

Fgts Whats

Por conta disso, é necessário ter muito cuidado com o tipo de informação que você passa por e-mail, SMS, ou mensagem via app de mensagens.

Como o golpe do FGTS pelo Whatsapp funciona?

Normalmente o golpista inicia o processo fazendo alguma pergunta que cativa a atenção do usuário, como “Você quer sacar o FGTS de maneira integral?” ou que desperte a preocupação “Você está com os dados atualizados? Quem não estiver não poderá sacar o FGTS.

Além disso, no golpe do FGTS pelo Whatsapp os criminosos estimulam que os usuários cliquem em links desconhecidos. E é justamente isso que faz que o smartphone ou PC seja contaminado.

Segundo a PSafe, empresa que desenvolve apps de segurança, já existem mais de 2 mil links fraudulento. Eles são do tipo phishing, que é um golpe onde o link consegue capturar dados pessoais, senhas e até dados bancários dos usuários.




 

Abordagem é diversificada

Um dos motivos de tanta gente cair no golpe do FGTS pelo Whatsapp é que existem diferentes abordagens. Outro método que foi identificado é um falso aviso de uma empresa chamada ESET, que diz que o usuário tem R$ 1.760 de saldo retroativo do FGTS. O que é mentira.

O pior desse tipo de ataque é que os criminosos ainda induzem a pessoa a compartilhar o link com outros contatos, e também utilizando de mensagens e imagens falsas de saques bem-sucedidos.

É importante deixar claro que a Caixa Econômica Federal nunca envia links para seus clientes e muito menos pede confirmação de dados via Whatsapp, e-mail ou SMS.

Cmo se proteger?

O golpe do FGTS pelo Whatsapp, assim como vários outros, se aproveita de ações humanas. Ou seja, os hackers não invadem celulares ou computadores, eles induzem os próprios usuários a “abrirem brechas” para as invasões.

Por conta disso o ideal é nunca clicar em links de Whatsapp e redes sociais, que estejam associados a solicitação de dados pessoais. Também evite compartilhar mensagens que solicitam justamente o compartilhamento.

Caso você receba mensagens como “sua conta será cancelada” ou “você vai ter o nome negativado” e outras alarmantes, procure os canais oficiais das empresas em questão. O Serasa, por exemplo, não pede dados por app de mensagens para negociais dívida.

Os Bancos também não solicitam senhas por sms ou canais do gênero.

Além disso, sempre tenha um antivírus instalado no smartphone como no computador, e evite salvar dados pessoais e bancários por meio do envio de mensagens para terceiros.



Agora que você já sabe do golpe do FGTS pelo Whatsapp, tome muito cuidado! Se quiser obter mais informações sobre o saque do fundo de garantia acesse um dos canais oficiais da Caixa Econômica Federal ou vá diretamente em uma agência. Nunca passe seus dados pelo Whatsapp ou qualquer outro aplicativo de mensagens.

Deixe uma resposta

Fechar Menu